Banking as a Service (BaaS): o que é, como funciona os benefícios

Um guia completo sobre o que é e as principais vantagens de Banking as a Service (BaaS)
Publicado em
Apr 30, 2024
tags
Banking as a Service
Fintech
Tecnologia

Banking as a Service (BaaS) é um modelo de negócios que permite que empresas de diversos segmentos ofereçam serviços financeiros sem a necessidade de possuir uma infraestrutura bancária própria

Este modelo se baseia no uso da plataforma e tecnologia de um banco estabelecido, permitindo que as empresas integrem serviços bancários diretamente em seus produtos ou serviços. 

A popularidade do BaaS vem crescendo graças à sua capacidade de abrir novos canais de receita para empresas não financeiras e de acelerar a inovação no setor financeiro, reduzindo as barreiras de entrada para startups e fintechs.

As vantagens do BaaS incluem a agilidade no lançamento de novos produtos financeiros, a personalização de serviços conforme a necessidade dos clientes, e a possibilidade de manter o foco no core business enquanto se delega a gestão da complexidade regulatória e operacional a um parceiro especializado. 

Esse modelo democratiza o acesso à inovação financeira, eliminando muitas das barreiras tradicionais associadas à abertura de um banco. 

E é sobre isso que a Swap falará nesse artigo: confira nosso guia completo sobre Banking as a Service (BaaS). 

O que é Banking as a Service (BaaS)?

Banking as a Service (BaaS) é um modelo em que os bancos digitais e outras instituições financeiras permitem que empresas não financeiras ofereçam serviços bancários através de suas plataformas. 

Assim, empresas de diversos setores podem incorporar serviços como abertura de contas, pagamentos, empréstimos e muito mais diretamente em suas aplicações. O processo está intimamente ligado ao conceito de Embedded Finance, onde serviços financeiros são integrados em aplicativos de empresas não financeiras, proporcionando uma experiência mais fluida ao consumidor. 

Com BaaS e Embedded Finance, empresas de tecnologia, varejo, entre outras, podem atuar no setor financeiro, ampliando suas ofertas e gerando novas fontes de receita.

Este modelo promove uma mudança significativa na distribuição e consumo de serviços financeiros, permitindo maior personalização e flexibilidade.

Bancos e instituições financeiras expandem seu alcance de mercado ao adotar o modelo BaaS, oferecendo sua infraestrutura e capacidade regulatória como serviço para parceiros não bancários.

Empresas de tecnologia, varejistas, e até startups inovam em suas ofertas, integrando serviços financeiros diretamente em suas plataformas, sem os custos e complexidades regulatórias de se tornar um banco.

O que o BaaS oferece?

O Banking as a Service (BaaS) oferece um leque de possibilidades e vantagens tanto para instituições financeiras quanto para empresas de outros setores. Entre os serviços mais comuns disponibilizados via BaaS estão, entre outros:

  1. abertura de contas digitais, 
  2. emissão de cartões pré-pagos de débito e crédito, 
  3. processamento de pagamentos, 
  4. serviços de empréstimo e financiamento, 
  5. gestão de ativos e investimentos.

Para as instituições não financeiras, o BaaS abre novos canais de distribuição para seus produtos e serviços, permitindo-lhes alcançar clientes em setores e mercados que tradicionalmente não atenderiam. Isso consequentemente gera novas fontes de receita e aumenta a visibilidade da marca.

Diferenciação

Para empresas não financeiras, o Banking as a Service (BaaS) representa uma oportunidade de se diferenciar no mercado, adicionando valor aos seus produtos e serviços existentes por meio da integração de soluções financeiras. Isso aumenta a retenção e satisfação do cliente, abrindo novas avenidas de monetização.

Por exemplo, um aplicativo de e-commerce que oferece sua própria solução de pagamento ou crédito facilita o processo de compra, incentivando o consumo e melhorando a experiência de compra do usuário.

Democratização de serviços 

Além disso, o modelo Banking as a Service (BaaS) estimula a inovação no setor financeiro, pois reduz as barreiras de entrada para startups e fintechs que desejam oferecer serviços financeiros, mas não possuem os recursos ou a capacidade regulatória para se tornarem bancos. 

Segundo o Folha de São Paulo, os meios digitais estão transformando as transações bancárias, tornando-as mais acessíveis e reduzindo a burocracia. 

Um estudo da Febraban revelou que das cerca de 163,3 bilhões de transações bancárias realizadas em 2022, 77% foram efetuadas por canais digitais, como mobile banking, internet banking e WhatsApp. Isso reflete um aumento no uso de dispositivos móveis, tanto para transações financeiras, como transferências via Pix e pagamentos de contas, quanto para consultas e agendamentos.

A digitalização está democratizando o acesso aos serviços financeiros, com 93% das contratações de crédito realizadas digitalmente, sendo o mobile banking o principal canal para tais operações.

O WhatsApp, liberado pelo Banco Central como meio de pagamento em 2021, também registrou um crescimento impressionante, com 56,2 milhões de transações, um aumento de 531% em comparação ao ano anterior.

Além disso, o Pix, sistema de pagamento instantâneo do Banco Central, teve um papel super importante nesta transformação. Somente em 2022, o volume de transações via Pix cresceu 105%, alcançando 11,7 bilhões de operações, enquanto as transferências via DOC e TED registraram queda.  

Todo esse processo contribui para um mercado financeiro mais competitivo e inclusivo, onde os consumidores se beneficiam de uma maior variedade de serviços financeiros.

Como funciona o Banking as a Service (BaaS)?

Banking as a Service (BaaS) funciona como uma plataforma intermediária que conecta bancos e instituições financeiras a empresas de diferentes setores, permitindo-lhes oferecer serviços financeiros diretamente aos seus clientes. 

Esse modelo baseia-se no uso de APIs (Application Programming Interfaces), que são conjuntos de protocolos e ferramentas para construir software e aplicações. 

Através dessas APIs, empresas acessam serviços bancários — como abertura de contas, pagamentos, transferências, empréstimos e mais — e os integram em seus próprios sistemas ou aplicativos.

Isso significa que uma empresa de tecnologia, varejo, ou qualquer outro setor que deseje oferecer serviços financeiros, pode fazê-lo sem ter que enfrentar os complexos processos regulatórios de se tornar um banco ou criar sua própria infraestrutura financeira do zero.  

Exemplos de Banking as a Service (BaaS)

Exemplos de Banking as a Service são encontrados principalmente no setor de e-commerce, onde plataformas utilizam o BaaS para oferecer serviços de pagamento e financiamento integrados, facilitando transações seguras e rápidas para os usuários.

Outro exemplo está nas fintechs, que utilizam BaaS para oferecer uma variedade de produtos financeiros, desde contas digitais até soluções de investimento, sem a necessidade de obter uma licença bancária própria.

Startups de tecnologia também estão adotando o BaaS para incorporar serviços financeiros em seus aplicativos, como recompensas monetárias, contas de poupança ou seguros, enriquecendo suas ofertas e melhorando a retenção de clientes. 

Até mesmo empresas tradicionais, como varejistas e operadoras de telecomunicações, estão explorando o BaaS para oferecer cartões de crédito co-branded ou serviços de pagamento móvel.

Vantagens do Banking as a Service (BaaS)

O Banking as a Service (BaaS) está transformando radicalmente o acesso a serviços financeiros no Brasil, tornando-os mais acessíveis e menos complicados.

Um estudo realizado pelo IMIR e encomendado pela Celcoin prevê que o mercado de BaaS no país alcançará a cifra de US$ 5 bilhões até 2031, crescendo mais de 12 vezes em uma década, com uma taxa anual composta de crescimento (CAGR) de mais de 28%. 

Esse ritmo acelerado de crescimento reflete uma maior adoção de serviços financeiros digitais e uma crescente parceria entre fintechs e bancos tradicionais, impulsionada por avanços tecnológicos e mudanças regulatórias favoráveis.

O estudo ainda sinaliza que a predominância de dados armazenados em nuvem dará lugar às APIs (Interfaces de Programação de Aplicativos), projetando que em 2031, 57% dos dados serão mantidos através dessas interfaces. 

Particularmente, o Pix desempenha impacto direto nesse cenário, servindo como um dos principais vetores de democratização financeira. Desde seu lançamento, o Pix protagonizou enorme aumento de transações, movimentando R$ 17,18 trilhões em 2023, cerca de 57,8% em relação ao ano anterior.  

A combinação desses fatores, incluindo a expansão do Pix, sinaliza uma era de inovação e inclusão financeira, com fintechs e bancos colaborando para oferecer serviços mais acessíveis, seguros e personalizados, alinhando-se, inclusive, aos princípios de Banking as a Service (BaaS).

Por isso, dentre os principais benefícios desse modelo de negócios, podemos citar:

Acesso rápido ao mercado

Uma das principais vantagens do modelo Banking as a Service (BaaS) é a capacidade de proporcionar um acesso rápido ao mercado para empresas que desejam lançar produtos financeiros. 

Ao utilizar as plataformas BaaS, as empresas evitam o longo e complexo processo de obtenção de licenças bancárias próprias e construção de infraestrutura financeira do zero. 

Isso significa que produtos como contas digitais, pagamentos, empréstimos e outros serviços bancários são integrados e oferecidos aos clientes de forma mais rápida. 

Essa agilidade é muito importante em um ambiente de negócios competitivo, tornando-se um diferencial para startups e empresas estabelecidas que buscam inovar ou expandir suas ofertas de serviços.

Redução de custos operacionais

O modelo BaaS oferece uma maneira de reduzir custos operacionais. Ao se associarem a plataformas BaaS, as empresas eliminam a necessidade de investir em infraestrutura financeira complexa e cara, como servidores, sistemas de pagamento e equipes especializadas em conformidade regulatória. 

Além disso, ao externalizar a operação dos serviços financeiros para um provedor BaaS, as empresas concentram-se em suas competências e objetivos principais, otimizando recursos e reduzindo gastos.

Esse modelo também permite uma modelagem de custos mais variável, adaptando-se ao crescimento do negócio, em vez de exigir grandes investimentos fixos iniciais.

Personalização de produtos financeiros

O BaaS permite uma personalização de produtos financeiros. Graças à tecnologia API, empresas podem desenhar e oferecer serviços financeiros que se alinham exatamente com as necessidades e preferências de seus clientes. 

Assim, o modelo vai além da simples inclusão de funcionalidades financeiras em um aplicativo ou site; ele permite a criação de uma experiência de usuário totalmente integrada e uma marca única.

Portanto, estamos falando desde funcionalidades básicas, como abertura de conta e processamento de pagamentos, até produtos mais complexos, como gestão de investimentos personalizada.

Escalabilidade fácil

Uma vantagem do BaaS é a escalabilidade oferecida. Conforme as empresas crescem e suas necessidades evoluem, os serviços BaaS podem ser ajustados para acompanhar essa expansão.

Dessa forma, as empresas podem iniciar com um conjunto básico de serviços financeiros e, gradativamente, adicionar mais funcionalidades ou expandir para novos mercados sem a necessidade de grandes revisões na infraestrutura ou investimentos muito altos.

A flexibilidade e adaptabilidade do BaaS garantem que as empresas possam crescer de maneira sustentável, ajustando sua oferta de serviços financeiros de acordo com as demandas do mercado e as expectativas dos clientes.

Conformidade regulatória simplificada

Outra vantagem do modelo Banking as a Service (BaaS) é a simplificação da conformidade regulatória. Navegar pelo complexo cenário regulatório é um dos maiores desafios para empresas que desejam entrar no setor financeiro. 

As plataformas BaaS, ao se associarem com bancos e instituições financeiras já estabelecidas, permitem que empresas de todos os tamanhos acessem a infraestrutura regulatória necessária sem ter que lidar diretamente com o processo de licenciamento e conformidade. 

Isso acelera o tempo de entrada no mercado e reduz os riscos legais e financeiros associados à gestão da conformidade regulatória, tornando a expansão para novos serviços financeiros muito mais acessível.

Tecnologia acessível

O acesso a tecnologia é outro benefício do BaaS. Tradicionalmente, o desenvolvimento e a manutenção de sistemas bancários requerem investimentos altíssimos em tecnologia de ponta e equipes especializadas. 

Por meio do BaaS, empresas podem se beneficiar de plataformas bancárias seguras e escaláveis, equipadas com as mais recentes tecnologias, sem o alto custo de desenvolvimento e manutenção.

Dessa forma, o serviço inclui sistemas de pagamentos, segurança de dados, processamento de transações e análise de risco. Essa acessibilidade permite que as empresas concentrem seus recursos no desenvolvimento de produtos e na melhoria da experiência do cliente.

Inovação em serviços financeiros

O BaaS fomenta a inovação em serviços financeiros ao facilitar a colaboração entre bancos tradicionais, fintechs e outras empresas tecnológicas. Esta parceria cria um ambiente propício para a experimentação e o lançamento rápido de novos produtos e serviços financeiros.

Consequentemente, as empresas podem testar e adaptar suas ofertas para atender às demandas dos consumidores, introduzindo novidades como contas de pagamento instantâneo, soluções personalizadas de empréstimo e serviços de gerenciamento de finanças pessoais, entre outros.

Melhoria da experiência do cliente

Também é válido salientar que o BaaS tem um impacto direto na melhoria da experiência do cliente. Ao integrar serviços financeiros de maneira fluida com outras ofertas de negócios, as empresas oferecem uma experiência do usuário mais coesa e personalizada.

Seja facilitando o processo de checkout em uma plataforma de e-commerce com opções de pagamento integradas ou oferecendo serviços bancários personalizados dentro de um aplicativo, esse modelo possibilita que as empresas criem pontos de contato com seus clientes.

Diversificação de receitas

Banking as a Service (BaaS) oferece uma oportunidade de diversificação de receitas para empresas não financeiras e fintechs

Ao incorporar serviços financeiros, como pagamentos, contas digitais e empréstimos, em seu portfólio de produtos, essas empresas estarão acessando novas fontes de receita além de seus modelos de negócios tradicionais.

Assim sendo, ampliam o espectro de ofertas para os clientes, além de que abrem novos canais de monetização.  

Foco em competências principais

O modelo BaaS permite que empresas integrem serviços financeiros sem a necessidade de desenvolver e manter uma infraestrutura bancária complexa. Ou seja, podem manter o foco em suas competências principais, sejam no varejo, tecnologia, e-commerce ou outro setor, enquanto ainda oferecem soluções financeiras.

Swap como plataforma Banking as a Service

A Swap destaca-se como referência no conceito de Banking as a Service (BaaS) no Brasil, redefinindo a maneira como as empresas integram serviços financeiros em suas ofertas. 

Nossa plataforma proporciona maior flexibilidade, permitindo que clientes de diversos setores — de startups a grandes corporações — incorporem facilmente serviços bancários.

O que está esperando para entrar em contato e descobrir como podemos te ajudar?

Ilustração das vantagens de Benefícios Flexíveis

Benefícios Flexíveis

Se a sua empresa oferece ou quer oferecer produtos de benefícios flexíveis, quer adicionar um novo produto na sua plataforma de soluções para RH, ou quer incluir os benefícios flexíveis à sua operação de arranjo fechado, entre em contato com os nossos especialistas e veja como alavancar o seu negócio integrando uma solução de tecnologia financeira aos seus processos.
agendar reunião

Despesas Corporativas

Se a sua empresa oferece ou quer oferecer produtos de gestão de despesas corporativas, gestão de gastos com viagens ou outras soluções de gestão de despesas, entre em contato com os nossos especialistas e veja como alavancar o seu negócio integrando uma solução de tecnologia financeira one-stop-shop especializada nesses mercados.
agendar reunião

Histórias de clientes

Benefícios e despesas corporativas

Se você também quer ser um parceiro da Swap e ampliar os ganhos de sua empresa, conte com as nossas soluções inteiramente dedicadas no seu segmento de ponta a ponta. Somos a única infraestrutura de tecnologia financeira especializada em benefícios e despesas corporativas. Agende uma reunião com nossos especialistas.
agendar reunião

Economia e Fintechs

Tecnologia de ponta a ponta para benefícios e despesas corporativas

Adicione uma nova linha de receita ao seu negócio e alavanque os seus ganhos com a única infraestrutura financeira one-stop-shop do mercado. A Swap é a única solução de ponta a ponta especializada para fintechs de benefícios e despesas corporativas: da tecnologia ao compliance com temas regulatórios e segurança. Converse com nossos especialistas.
agendar reunião
Gostou desse conteúdo? Compartilhe!